Cerimonial Universitário

/Cerimonial Universitário
Cerimonial Universitário2019-02-01T10:05:35+00:00

Cerimonial Universitário

Uma Universidade é uma instituição de âmbito educacional que abrange um conjunto de escolas superiores, que se destinam à especialização profissional e científica nas mais diversas carreiras. é, também, um centro cultural e de politização dos indivíduos.

A figura do reitor (ou chanceler), como autoridade máxima das universidades surgiu no ano de 1.200 d.C. Ao reitor eram concedidos a autoridade e plenos poderes para representar a instituição nas solenidades. Em função da figura do reitor, surgiu o Cerimonial Universitário. Seu objetivo era demonstrar o poder de autoridade máxima do reitor, por meio de suas vestes talares ou reitoriais e rituais cerimoniosos.

A renomada Universidade de Sorbone (antiga Universidade de Paris) foi a responsável pela implantação definitiva do Cerimonial rígido e correto, envolvendo todas as pessoas que trabalhavam na instituição, obrigando o uso das vestes talares e introduzindo a cadeira em formato de trono, com o brasão entalhado no espaldar.

Na Península Ibérica, destacou-se a Universidade de Coimbra, em Portugal, da qual o Brasil herdou o Cerimonial Universitário e também toda a orientação em relação à heráldica, medalhística e brazonário, além da terminologia de láureas, diplomas e pergaminhos. Historicamente, a palavra Cerimonial vem do latim “Caerimonialis” e se trata do conjunto de regras que presidem às cerimônias civis, militares e religiosas. O Cerimonial Universitário é novo no Brasil, tendo tão-somente dois séculos.

Cerimonial Universitário de acordo com o Comitê Nacional de Cerimonial Público (CNCP).

É um campo específico da constelação do Cerimonial que corresponde aos aspectos formais de um ato público que ocorre no ambiente universitário (universidades, centros universitários, faculdades integradas e faculdades isoladas). Numa sequência própria e, observando-se uma ordem de precedência (reitor, pró-reitores, chefias, diretores etc), nada mais é do que o uso de indumentária própria (vestes talares: reitoral, doutoral, professoral, capa acadêmica etc), o cumprimento de um ritual específico ( Posse e Transmissão de Cargo de Reitor, Concessão de Títulos, Aula Magna, Instalação de Colegiados etc), com a utilização adequada de símbolos (bandeiras, hinos, estandartes, brasões etc).

Protocolo e Etiqueta

Entende-se por etiqueta o conjunto de regras e padrões que são observados para um adequado comportamento das pessoas na sociedade (etiqueta social), sendo baseada na hospitalidade e cordialidade.

Já o protocolo codifica as regras (ligadas de forma intrínseca à etiqueta social) que regem o cerimonial, cujo objetivo é dar a cada um dos participantes de um ato público as prerrogativas, privilégios e imunidades a que têm direito. O cerimonial é todo o conjunto destas formalidades específicas de um ato público, que envolve a utilização de indumentária própria, a ordem de precedência e o cumprimento de um ritual.

O cerimonial e o protocolo fazem parte dos eventos em geral e do dia-a-dia das pessoas. Conhecer as normas protocolares é extremamente útil aos organizadores de eventos, eis que lhes permite adaptar o evento conforme as circunstâncias.

Sua utilização é constante. Assim, protocolo, cerimonial e etiqueta constituem-se, verdadeiramente, na essência de um evento, com a finalidade principal de aperfeiçoar o seu resultado, determinando a sequência e o estabelecimento de precedências, tratamentos e prerrogativas de cada participante no acontecimento.

Traduzir »
WhatsApp Fale conosco
Skip to content