A Gripe Suína, também conhecida como Influenza A H1N1, é uma doença respiratória que surgiu entre os porcos, provocada por um vírus influenza do tipo A que ataca aves, suínos e humanos. A doença é uma variante do vírus H1N1, onde a transmissão pode ocorrer através do contato do homem com o animal ou objetos contaminados, além de ser de fácil contaminação de homem para homem.
     A pandemia da gripe é um surto global de uma variante da gripe suína cujos primeiros casos ocorreram no México em meados do mês de março de 2009 e espalhou-se pelo mundo. O vírus da Influenza A subtipo H1N1 contém DNA típico de vírus aviários, suínos e humanos. Os sintomas da doença são: febre, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e nas articulações, irritação nos olhos e fluxo nasal.
     A Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou pandemia, visto a doença existir em mais de 75 países e em vários continentes. Pesquisas realizadas mostraram que o H1N1 é sensível aos compostos zanamivir (Relenza) e oseltamivir (Tamiflu).
     Doenças respiratórias crônicas e gestação são os principais fatores de risco presentes, tanto em pessoas infectadas pelo novo vírus como pela influenza sazonal. Além disso, gestação, cardiopatias e hipertensão são os fatores de risco mais freqüentes entre os pacientes graves por Influenza A (H1N1) que evoluem a óbito, por isso essas pessoas devem receber tratamento até 48 após o início dos sintomas.
    
        Prevenção

      A Influenza A é transmitida de pessoa para pessoa, principalmente por meio de tosse, espirro ou contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. Se você estiver com febre acima de 38ºC, tosse, acompanhada ou não de dor de garganta, procure um médico.
    Ninguém deve tomar medicação sem orientação médica. A automedicação pode mascarar sintomas, retardar o diagnóstico, e até causar resistência do vírus. Ainda não existe vacina contra a doença.
    O Ministério da Saúde marca presença em redes sociais na Web para informar e orientar as pessoas sobre a doença. Confira mais informações nos seguintes links:
>> YOUTUBE -http://www.youtube.com/msgripesuina
>> TWITER – http://twitter.com/minsaude
>> ORKUT
http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=ls&uid=10770038514992764886

        Atendimento ao público
     Os profissionais que trabalham em locais com o trânsito de variados tipos de públicos devem tomar algumas precauções, como:
•    Evite lugares com aglomerações de pessoas;
•    Mantenha o ambiente de trabalho arejado, com as janelas abertas;
•    Limpe com álcool gel 70% as superfícies lisas como balcões e maçanetas;
•    Procure se manter a um metro de distância da pessoa que for atender;
•    Não divida copos, talheres, bebidas e alimentos;
•    Se estiver gripado não saia ou use máscara descartável em locais públicos;
•    Quando tossir ou espirrar, cubra a boca ou nariz com lenço de papel e jogue fora em seguida;
•    Lave sempre as mãos com água e sabão.

Fonte: Ministério da Saúde
Acessado no site
www.goiaseducacao.com
Em 03/09/2009