Autor de “Tarsila Eterna” participou de evento cultural que lembrou a pintora modernista em faculdade.
     O pesquisador, escritor e jornalista, Jehoval Júnior, nascido em Miracatu (SP), mas morador de Capivari desde 1999 é um apaixonado por Tarsila do Amaral. Sobre a artista já escreveu “Tarsila em Revista” (2002) e o mais recente “Tarsila Eterna” (2008).
     Adriana Rezende Carvalho Montoni, é pedagoga, arte educadora e artista visual, estudante da Faculdades Integradas de Mineiros (FIMES), em Mineiros (GO) – cidade com cerca de 70 mil habitantes – e há dois anos pesquisava sobre Tarsila do Amaral.
     Ela em Goiás, ele no interior de São Paulo encontraram-se pela internet. Adriana realizou incansáveis buscas na rede mundial de computadores, onde conheceu Jehoval que diante de tanta informação que tinha para passar tornou-se presidente da banca examinadora e orientador do trabalho de conclusão que vai virar livro: Rumos e Rimas com Tarsila do Amaral na Arte Educação. A união de dois apaixonados por uma figura tão interessante resultou na aprovação do projeto. A nota 10 foi oferecida com louvor. A defesa aconteceu no dia 22 no auditório da FIMES, a partir das 15h.
      Contudo, ainda no dia 21 (sexta-feira), a partir das 19h foi realizado um evento cultural que apresentou trabalhos de estudantes com músicas e danças. Tudo para homenagear Tarsila e recepcionar o escritor. “O objetivo desta palestra em nossa cidade foi interagir este universo do livro, com a comunidade mineirense”, explicou Adriana, que esteve em Capivari na fazenda São Bernardo em Rafard, em fevereiro deste ano para conhecer a cidade e fazer sua pesquisa de campo.
      Todas as apresentações foram fruto do projeto “Tarsila Eterna” que foi desenvolvido no Colégio Estadual “Professora Alice Pereira Alves”, com suas 29 turmas entre o Ensino Fundamental II fase e Ensino Médio e estudantes da Fimes, que surgiu a partir do trabalho da pesquisadora. Ela trabalhou as quatro linguagens da arte: a música, a dança, o teatro e as artes visuais. Além disso, foi exposto material sobre Capivari e a pintora reconhecida mundialmente.
     “Fui muito bem recebido tanto pela direção da FIMES como pelos professores universitários pela prefeita e autoridades locais. Apresentei Tarsila e Capivari, o local de nascimento dela na rua Fernando de Barros. Mostrei slides da cidade hoje e antigamente, a Igreja Matriz onde ela foi batizada e cópia de do*****entos como o de batistério, por exemplo. Também falei sobre a Importância de Tarsila na arte educação”, contou Jehoval.       Em seguida aconteceu a sessão de autógrafos, onde os livros “Tarsila Eterna” foram vendidos e o escritor pôde conversar com estudantes, professores e com a imprensa local. O auditório esteve lotado com a participação de cerca de 300 pessoas. “O evento marcou um acontecimento de grande importância para a cultura de Mineiros (GO). A cidade não será mais a mesma depois desse encontro de tamanha cultura”, destacou Adriana.
     Para Jehoval, essa foi uma grande oportunidade de divulgar o município e Tarsila do Amaral. “Todo o trabalho que faço aqui em Capivari é para divulgar a cidade e Tarsila, a memória dela. Mineiros tem um povo com uma mente muito desenvolvida. Lá em Goiás estão valorizando Tarsila. Tão distante e valorizam a nossa cidade e Tarsila do Amaral. Esperamos que aqui em Capivari faça-se o mesmo e que deem valor às pessoas que lutam pela cultura local. Lá todos os alunos conheciam os detalhes da vida de Tarsila”, comentou.

Matéria publicada no site
http://agazetadenoticias.blogspot.com/2009/08/escritor-de-capivari-faz-palestra-sobre.html
Acessado em
Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009